Dieta Mediterrânea

A dieta Mediterrânea pode ser definida como sendo uma recomendação nutricional inspirada nos hábitos alimentares do sul da Itália, Grécia (principalmente da ilha de Creta), Marrocos e Espanha.

As principais características da dieta Mediterrânea são o consumo elevado de azeite de oliva, legumes e vegetais, cereais da região, consumo moderado a alto de peixes, consumo moderado de laticínios, principalmente queijo e iogurte, consumo moderado a baixo de vinho tinto, baixo consumo de carne vermelha e seus derivados e frutas frescas como sobremesa. A geografia desempenha um papel importante na dieta Mediterrânea, o clima favorece o cultivo de boa parte dos produtos característicos da dieta e a proximidade do mar Mediterrâneo incentiva o consumo de peixes em vez de carnes vermelhas.

Em geral, os alimentos que fazem parte da dieta Mediterrânea possuem baixo teor de gorduras saturadas e elevado teor de gorduras monoinsaturadas e de fibras. Acredita-se que um dos principais alimentos que contribuem para os benefícios à saúde que a dieta Mediterrânea proporciona seja o azeite de oliva amplamente utilizado na alimentação diária da região. O vinho tinto consumido moderadamente pelos povos da região também é apontado como sendo benéfico à saúde por conter flavonóides e propriedades antioxidantes.

Benefícios

A dieta Mediterrânea está mais associada a uma alimentação e modo de vida saudáveis do que a um programa de emagrecimento. A perda de peso, se houver, seria uma consequência natural e não o objetivo.

Recentemente, em 2010, a UNESCO reconheceu a dieta Mediterrânea como um Patrimônio Cultural Imaterial da Itália, Grécia, Espanha e Marrocos. Para a UNESCO a dieta Mediterrânea é um conjunto de conhecimentos, práticas e tradições que vão além da alimentação e envolvem também a relação dos seus povos com o meio ambiente, seus costumes e atividades ligadas à pesca e agricultura.

Como seguir a dieta Mediterrânea

Existem inúmeras variações de cardápios que podem ser consideradas como programas da dieta Mediterrânea, mas a base dessa dieta dá mais ênfase aos ingredientes utilizados na elaboração das refeições. A pirâmide da dieta Mediterrânea ajuda a visualizar quais os alimentos podem ser consumidos ou aqueles que devem ser evitados ou consumidos muito raramente como doces e carne vermelha.

Pirâmide alimentar da dieta Mediterrânea

ver pirâmide em tela cheia